Sophie em Paris

||
Livro: Sophie em Paris
Autora: Regina Drummond
Editora Gutenberg Sinopse: Sophie é uma jovem de 17 anos que sabe muito bem o que quer da vida, e também o que não quer! Dona de uma beleza estonteante, a garota linda, alta e loira se vê pressionada por todos ao seu redor a seguir a carreira de modelo; afinal, o que mais poderia querer uma garota tão deslumbrante como ela? Mas Sophie tem outros planos! Não são os holofotes do mundo da moda que a atraem, e sim os bastidores. O que ela realmente quer é ser estilista! Mas o destino tem suas ironias, e Sophie vê a sorte lhe sorrir de um modo que ela não esperava: com um curso de modelo em Paris! A cidade das luzes! Da moda! E do amor... O sonho de toda garota e também o de Sophie, que não perde a incrível oportunidade de conhecer a cidade dos seus sonhos. Uma cidade para se apaixonar! Pelas belezas, pela Arte, pela culinária... E por Gian, o belíssimo rapaz italiano que Sophie conhece no curso. E agora? Sophie desiste de ser estilista e investe na carreira de modelo? Rompe definitivamente com o namorado que ficou no Brasil e decide dar uma chance ao que sente por Gian? Diante de tantas incertezas, novidades e paixões, será que existe um caminho que permita conciliar todos os seus desejos? Será que é mesmo possível realizar um sonho sem abrir mão de outro? Embarque com Sophie nessa viagem de descobertas, aprendizado e amadurecimento; uma transição da juventude para a vida adulta recheada de bons momentos e de grandes escolhas que nos mostram que a realidade pode ser muito mais interessante do que ousamos imaginar! Oh là là! Très Chic.
Skoob
Onde comprar



Livro cedido em parceria com a autora.
Essa leitura faz parte do Projeto Somos todos nacionais.

Agradecimentos especiais ao Ateliê Raquel Passarelli pela ajuda e por emprestar a maioria dos itens da composição.

Saudações nobres,
Como sabeis, já havia anunciado a parceria com Lady Regina e finalmente trago-vos “Sophie em Paris”! Disse ainda que essa obra consegue ser mais especial que a maioria das outras em virtude da relação da autora com a minha tia. Conhecê-la, mesmo que brevemente foi divertido e interessante – aquele tipo de encontro que saímos com sorriso permanente –. Lady Regina, é em todos os sentidos da palavra, encantadora.

“Acho que é verdade. Saímos de um mundo para entrar em outro, desconhecido e cheio de surpresas, viver novas aventuras, amadurecer... Quando voltamos ao velho, estamos transformados, não somos mais os mesmos.”






O sonho de Sophie é estudar moda e com vestibular batendo à sua porta não há mais nada no mundo que queira ou saiba fazer melhor do que moda. Sua mãe, por outro lado, acha um desperdício de inteligência e garante que a carreira que a filha deseja seguir pouco lhe será útil ou rentável. Eis que entra em cena uma personagem tão fundamental quanto Sophie: sua avó Bernadette que sempre empurrou a maravilhosa – em vários aspectos – neta para a carreira de modelo. Convenhamos, ela pelo menos estaria no mundo da moda...

Sophie realmente tem todo o aparato para ser modelo: é alta, absurdamente linda, fotogênica e, além disso, tem caráter e estilo – a Catherine Deneuve moderna –, aquele tipo de pessoa perfeita. Para completar o quadro de perfeição, ela namora Jorge – futuro médico –, bonito e inteligente que se enquadra no ideário do perfeito. É um namoro tranquilo, sem arrebatamentos, como se fossem casados há anos e não houvesse mais surpresas.

Numa determinada oportunidade, Vobê - Vó Bernadette - convence Sophie a fazer algumas fotos e montar o book para que seja apresentado a algumas agências. Mesmo com a implicância da mãe e a falta de interesse da jovem, as fotos são feitas e o que resultar disso terá a varinha mágica de Bernadette. Eis que a Agência Brasil Models entra em contato – surpresa para uns, nem tanto para outros –, marcando uma entrevista e apresentando os requisitos para participação de um concurso, que entre outros prêmios inclui uma viagem e curso em Paris. Preciso dizer que uma garota apaixonada por moda, com bisavós e pai franceses, deseja outra vida que não a parisiense? Não é exatamente o seu sonho ser modelo, desfilar e tirar mil fotos, mas é um passo muito importante em direção à sua verdadeira vocação.

E é claro que a Sophie clássica dos olhos azuis é uma das escolhidas! São lágrimas, sorrisos, e dificuldades mil que se colocam entre ela e Paris. Mas não, se a oportunidade está tão clara, Vobê, mais uma vez levará a neta à frente. Surgem ainda mais provações: antes e durante a viagem. Jorge se perde em meio ao ciúme e a dificuldade de lidar com o afastamento da namorada e as coisas saem dos eixos. Sophie viaja livre para Paris.

Já na cidade luz, ela sofre com a falta de proximidade e carinho tão característicos dos brasileiros. Os dias, apesar de quentes, tornam-se frios e cinzentos por dentro. A menina achou que mesmo se tratando de uma competição haveria alguma ligação entre os participantes, como estava enganada – a princípio –! 

Aos poucos Béatrice – sua anfitriã – torna-se menos uma esfinge, e Sophie penetra aos poucos ali, com certas ressalvas por parte da francesa. E o contato com os participantes do concurso começa a abrir brechas, principalmente em relação ao “Apolo” Gian – sinto corações batendo mais forte? –.


“Sophie sempre acreditou que a verdade era melhor do qualquer mentira doce e reconfortante, mas, até então, nunca tinha se deparado com uma situação em que se questionava até que ponto valia à pena machucar uma pessoa só para deixá-la a par de uma verdade que ela nem sabia se era tão verdadeira assim...”


São dias longos e trabalhosos, Sophie se vê como a menos preparada e ainda se depara com os problemas das passarelas: distúrbios alimentares, egos imensos, rivalidade, inveja... A brasileira não estava acostumada a lidar com esse tipo de sentimentos e em determinados momentos sofre com a distância e saudade da família sem saber como processar esses novos acontecimentos – mesmo aqueles que fazem com que o mundo gire e a mente fique perturbada com a presença de alguém –.

Mas ela amadurece, a Sophie que se abre para o leitor em Paris é bem diferente da que entrou no avião com lágrimas nos olhos. Sair do Brasil transformou a vida dela para sempre. Seriam sempre duas Sophies e ela não tem ideia de como essa nova versão se adaptará a volta. 

Gian se torna companhia constante, firme e que leva sorrisos fáceis e faces coradas à jovem. E ela sente – finalmente – um arrebatamento que nunca experimentara. Nada comparados aos sentimentos mornos e seguros que tem em relação a Jorge. Existe lugar melhor para se apaixonar do que Paris? 

Muitas coisas acontecem ao mesmo tempo: o concurso está chegando ao fim, Jorge faz revelações importantes, Gian ocupa cada vez mais espaço dentro de Sophie, a hora da volta e da decisão se aproxima.

É claro que a Rainha não vos revelará mais detalhes: ficará por vossa conta saber como a viagem de Sophie terminará e como ela chegará ao fim.


“Sinto coisas estranhas, mas tão especiais, se mexendo dentro de mim. É como se a minha vida tivesse sido substituída por outra. Agora, a verdadeira dona do pedaço vem reclamar o seu lugar. Na mistura de tristeza e alegria que disputam uma parte de mim, percebo como “viver” pode ser algo mesclado de experiências que não tem nome nem rótulo, e se confundem nas suas próprias contradições.”



Sophie em Paris é leitura de um dia. Narrado em terceira pessoa, com páginas amareladas e diagramação delicada e compatível com a temática do livro. É amor de uma só vez e sem voltas. Acaba antes do que esperávamos e deixa aquela sensação de que ainda não chegou realmente ao fim. Lady Regina deve-nos algumas explicações ou talvez um segundo volume que seja capaz de saciar a curiosidade dos mais ávidos – como eu –. Sem dúvidas, vos apaixonareis por Sophie!





1 comentários:

  1. Olaaá, Ana tudo bem?
    Gostei das suas impressões de Sophie em Paris, é um livro que eu ainda não conhecia, mas que parece ser uma leitura leve e interessante. Ainda não li nenhum livro, meio chic-lit assim que relata o mundo da moda e todas as consequências de viver nesse meio. Vou anotar a dica, quem sabe eu também não vou gostar! :)

    Bjs bjs bjs Mih! :)
    Paradise Books || @ParadiseBooksBr || @Mih_Francielle

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...