Assassin's Creed: Renascença

||
Livro: Assassin's Creed: Renascença
Autor: Oliver Bowden
Editora: Galera Record 
Avaliação: 9

Tentei controlar meu amor pela história no comentário desse livro para que não cansasse ninguém com os meus delírios.

É o segundo livro baseado em games que eu leio, e posso praticamente garantir que não há real necessidade de ter jogado para entender o livro. Claro que a história muda, detalhes são diferentes e tendo jogado há um plano de fundo muito maior. Não dá para ler pensando em ver os mesmos eventos do game, lembra as adaptações de filmes: nunca são tão féis quanto esperamos e sempre haverá quem não goste.
Quando eu cheguei à metade, em uma noite, parei e pensei “Como não tinha lido ele ainda?” A temática, a época, os arranjos, absolutamente tudo que gosto num só livro.
Os personagens históricos também são bem conhecidos e achei muito interessante o papel de cada um. Eu sempre fico apaixonada por qualquer interpretação que dão ao Leonardo da Vinci, e aqui não seria diferente, ele foi tão incrível que em todas as narrativas se supera.  E a Catarina Sforza...! Essa mulher foi uma das mais corajosas na narração, sem um tom exagerado já que mesmo com as alterações Catarina foi de fato diferente das mulheres de seu tempo, não ganhou a alcunha de Virago – “mulher guerreira” à toa, merece todo o meu respeito.
As primeiras páginas não são nada, apenas um prelúdio para desencadear uma série de acontecimentos rápidos, violentos e sanguinários. Eu fui capaz de sentir a mesma vontade de vingança do Ezio, de ver o sangue dos traidores. Precisei respirar fundo para continuar com a leitura porque de tudo que poderia esperar, não era nem de perto o que li.
A maturidade chega de forma repentina para o protagonista: de adolescente quase inconsequente para vingador.
Pela primeira vez vi os Templários como vilões, o que foi sem dúvidas uma surpresa. Em todos os livros que li até hoje eles eram os mocinhos, mas não tive muita dificuldade em desgostar deles... E também não foi difícil passar a gostar da Ordem dos Assassinos, sendo eles os antagonistas na maioria das ocasiões.
São tantos segredos, tantas pistas e tantos caminhos que por vezes me perdi e precisei de concentração para gravar todos os nomes e lugares. Fiz várias pesquisas só para ter uma visão mais exata dos caminhos percorridos.
A passagem de tempo peca um pouco, onde parece ter passado no máximo um mês foram anos. O aprendizado do protagonista leva muitos anos e mesmo assim não percebemos essa mudança.
A vida amorosa do Ezio não é das melhores: não faltam mulheres em sua cama, falta a mulher. O que me deixa revoltada, no papel de fã fervorosa que deseja ver seu herói se dar bem em todos os sentidos possíveis.
Fica difícil perceber se a vida do Ezio foi “feliz” depois de todos os tristes e atormentadores acontecimentos. Ela foi corrida, perigosa e revigorante, mas talvez feliz não seja uma palavra a ser usada. Ele tinha um objetivo e lutou todo o tempo para alcançá-lo, para ser o que os outros e ele mesmo esperavam que fosse. Não deixou a desejar em nenhum momento e manteve-se firme aos seus princípios. Demorou, mas por fim compreendeu que o seu propósito era ainda maior do que o sequer sonhado por ele.
Todos os personagens envolvidos na Ordem dos Assassinos têm as suas características marcantes e que de algum modo dificilmente serão esquecidas, todas elas estarão presentes de uma forma ou de outra no temperamento e caráter de Ezio.
O final é surpreendente! Fiquei na ignorância do que realmente seria encontrado e boquiaberta com a descoberta. Não fazia sentido e era a coisa mais espetacular de todas.!

Recomendado para os fãs dos games e para os não fãs que tenho certeza que se converterão. Logo lerei o segundo livro e seguirei até o último. Firme em meus princípios.

“Vou buscar vingança sobre todos aqueles que traíram minha família. Eu sou Ezio Auditore de Florença. Sou um Assassino...”






 Breve esclarecimento do porque eu não jogo: sou boa com leituras, não manetes. Sou uma verdadeira negação, absoluta e completa negação.

2 comentários:

  1. De fato o livro eh sensacional. Uma obra prima e me ajudou muito depois quando fui jogar o jogo. Sem duvidas uma forte recomendaçao pra qualquer um.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada pelo comentário Julio.
      Quem sabe eu ainda não passe pela experiência do jogo?

      ♛ Queen Reader agradece a sua visita ao Castelo!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...