Magimakía – A busca por Merlin

||
Livro: Magimakía – A busca por Merlin
Autor: Rafael Lovato
Sinopse:
“A busca por Merlin” é o primeiro livro da série de fantasia juvenil “Magimakía”, palavra goblin que significa “A grande batalha dos magos e bruxas”.
Nele, você acompanhará a jornada narrada por Oliver, garoto franzino de 15 anos que há pouco tempo atrás não sabia coisa alguma sobre magia, sofria bullying na escola e a menina pela qual era apaixonado, sequer sabia de sua existência.
Porém, tudo muda quando um goblin nanico, acompanhado de seu troll de companhia com costas bombadas, sequestra Oliver.
Sua única esperança de salvar o mundo e sua própria pele, além de poder voltar para casa, é descobrir o paradeiro do poderoso mago Merlin, desaparecido há mais de quinhentos anos!
Oliver precisará de toda ajuda possível. Sua esperança são as bruxinhas Avery e Violet que, diferente dele, sabem muito bem o que fazem quando o assunto é caldeirão, poções e bruxaria.
Teleporte-se a bordo desta fantástica aventura! Assim, você descobrirá o que de incrível e ao mesmo tempo trágico acontecerá ao jovem Oliver, e que afetará todos os magos e bruxas do universo!”



Livro cedido em parceria com o autor
Essa leitura faz parte do Projeto Somos todos nacionais


Saudações nobres,

Em uma das muitas visitas ao reino de Lady Ana – o belíssimo: Mademoiselle Loves Books – me deparei com Magimakía e o amor à primeira vista nasceu. Entrei em contato com o autor, que prontamente me enviou uma cópia do livro, devo ressaltar que o mesmo veio de Portugal, em um envelope lindo cheio de selos... 


“O motivo de me procurar, segundo frisou mais uma vez, foi para ‘contar ao universo sobre a Magimakía.’ (...) ‘A Grande Batalha dos Magos e Bruxas.’”

Uma explicação prévia sobre o que será narrado a seguir: o autor dessas traduções – e veja bem, eu disse traduções – se esforçou para levar a vós os fatos exatamente como estavam nos livros recebidos por um ser pequeno e verde e seu enorme troll de companhia. As palavras traduzidas estão contidas em tomos escritos pelos magos e pelos goblins, e se passam simultaneamente. 
O ponto de partida são os duelos élficos, que acontecem de tempos em tempos entre demônios, elfos e anjos. Os magos estão livres do embate desde o sacrifício de Merlin.
Nas primeiras páginas, o protagonista é James, o último descente vivo de Merlin e o único capaz de libertar o poderoso mago de seu cativeiro. Veja bem, libertar Merlin é imprescindível: o poder dos magos esmaece a cada nova geração e as ameaças adensam. No entanto, o mago é traído e a esperança esvai como fumaça.
O fato, é que o traidor desconhece o herdeiro de James: Oliver. Que nasce e cresce sem saber quem é ou dos poderes que tem. É desengonçado, magro, pequeno, e decididamente sofre com os ataques dos valentões da escola. Não deixa de ter senso de humor peculiar. No decorrer da narrativa, quando se vê em perigo, passa por experiências de quase morte e vergonha infinitas, Oliver imagina e por vezes dispara comentários ácidos e engraçados. Em determinados momentos, me perguntei se ele sabia realmente pelos perigos que estava passando. Então numa noite como qualquer outra, alguém do passado surge e joga-o num mundo novo e desconhecido que parece saído de seus piores pesadelos. Oliver descobre a verdade sobre si e sua linhagem numa avalanche de informações e pouco tempo tem para se recuperar e guiar os magos para o golpe final, o derradeiro embate. Benjamim, amigo de James será o responsável por evitar que o jovem morra e ainda conduzi-lo da maneira mais segura até a libertação de Merlin. Para o intento e o grupo principal de Oliver, há ainda as bruxas Violet e Avery e o valente e destemido goblin Ruarc. A evolução de Oliver é nítida, desde o início de sua jornada até o final inesperado! O jovem é poderoso, muito mais do que seu pai o foi ou mesmo que poderia supor ainda em um mago naqueles tempos. A vontade, no final, é a de abraçar Oliver e dizer que ficará tudo bem. Seria pena se isso não fosse de fato, possível...

Magimakía é complexo, muitas linhas se cruzando e acontecimentos se sobrepondo a outros. Reviravoltas, traições e mais traições. E também valorosos combatentes, magos dispostos a arriscar a vida pela volta de Merlin. 


“Atenção, atenção, meus queridos goblins, escovem seus trolls de companhia e subam em suas garupas! A Magimakía vem aí, e trará a morte como convidada de honra!” 


O toque cômico fica por conta dos goblins, exímios na arte de conseguir informações importantes e de obter o maior lucro possível com elas. Suas ações são narradas com uma profusão de adjetivos e hipérboles para descrever fielmente as manobras hábeis dos informantes. 
Anjos e demônios são imprevisíveis e tem seus próprios planos. Apesar dos tratados e dos acordos, agem de maneira que melhor os beneficie. Os magos são peças chave tanto para um lado quanto para o outro, e o primeiro livro trata justamente do evento em que os magos voltam à voga nos Duelos Élficos. É a luta contra o tempo e a escravidão que permeia e assusta os protagonistas de Magimakía. 
Magimakía termina com a respiração ainda suspensa. Com grandes acontecimentos e perigoso deixados à sombra. Estão todos temporariamente salvos, mas a morte certa os espreita. A impressão é a de que apesar de toda a batalha, todo o sangue e sacrifícios, o pior ainda está por vir. 




O panorama lhe foi apresentado, nobre. Os motivos de reter informações? A busca por Merlin precisa ser empreendida por vós e não pretendo diminuir as vossas dificuldades e os tropeços que terás pelo caminho. Previno-vos de não confiar em praticamente ninguém, e se apegar fortemente aos poucos amigos que conquistarás. 

“Nunca confie em anjos e demônios.”

0 comentários:

Postar um comentário

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...