Entrevista: Laís Rodrigues de Oliveira - LRDO

||
Saudações nobres,
crítica de Primeiras Impressões já foi postada. Já foram, então apresentados à obra de Lady Laís. 
Apresento-vos agora, a autora:

Saudações Lady Laís, como primeira pergunta, gostaria de saber mais sobre vós: o que faz, o que fez e de onde veio a inspiração para escrever?

Saudações, Vossa Majestade. Primeiramente, gostaria de agradecer pela honra de ser convidada para o seu castelo.
Sou advogada de formação, porém trabalho atualmente com Relações Internacionais. Tenho um blog de cinema, o LRDO, há alguns anos, e faço parte de um grupo de estudos de autoria feminina. Minha inspiração para escrever vem de todas as minhas paixões: os livros e filmes que amo, minha família, deliciosas conversas de bar... Tudo que me faz pensar, sentir e sonhar me inspira.


Os autores brasileiros passam por muitas dificuldades até serem reconhecidos e conseguir publicar seus livros. Como foi o seu caminho até a publicação de “Primeira Impressões”?

A parte mais difícil na hora da publicação é a insegurança. A primeira vez de qualquer coisa é difícil, nos dá um friozinho na barriga, nos deixa ansiosos. Mas esses momentos são também os mais preciosos e emocionantes, especialmente quando temos a sorte de contar com o apoio dos familiares, amigos e até da Rainha Ana!

Vários autores costumam escrever continuações dos livros. Prendentes escrever alguma continuação?

Meu desejo é adaptar as demais obras da Jane Austen. Acho que todas são preciosas e merecem nossa atenção, cada uma com suas particularidades. Já estou rascunhando o próximo!

Como o "Primeiras Impressões" é uma releitura de Jane Auste, podemos supor que goste das obras da autora. Quais outros autores estão na vossa lista de preferências? O que estas lendo no momento?

Sou apaixonada pelas autoras clássicas britânicas, como as irmãs Brontë e Elizabeth Gaskell. Também sou fã de literatura fantástica (no momento estou terminando a trilogia “A Primeira Espada”, de Joe Abercrombie), e de literatura distópica, como “1984” e “Adorável Mundo Novo”. Em relação aos brasileiros, adoro os baianos, Jorge Amado e João Ubaldo Ribeiro, além da incomparável Clarice Lispector. Estou também descobrindo outros autores nacionais, como Nikelen Witter e Lélia Almeida.

O que podemos aguardar para 2015? Há outros projetos?

Meu conto “O Reencontro”, inspirado em “Persuasão” de Jane Austen, será publicado na Antologia “De Repente, Nós”, da Editora Andross. O lançamento será durante o evento “Livros em Pauta”, que ocorrerá no dia 30 de maio, em São Paulo.
Também estou escrevendo um livro de fantasia infanto-juvenil e rascunhando a próxima adaptação de Jane Austen!!!

Para vós, qual a importância dos blogs literários para a literatura nacional?

A parte mais difícil para um autor nacional – e iniciante – pode parecer a publicação, mas, na realidade, é a divulgação. E sem vocês, ela seria ínfima, praticamente inexistente. São os blogs que levam nossas palavras para todos os cantos do Brasil, e é a vocês que eu devo minha eterna gratidão.

Por fim, gostaria novamente de agradecer-vos pela confiança. A leitura do "Primeiras Impressões" foi leve, divertida e gratificante! Recomendarei sempre para todos que puder. E a derradeira pergunta: Por que os leitores devem ler "Primeiras Impressões"? (Eu mesma respondi essa questão na crítica)

“Primeiras Impressões” é um livro escrito por uma fã de Jane Austen para outras fãs de Jane Austen. Uma obra de uma autora/leitora apaixonada, que acredita em finais felizes, que acredita no amor como a arma mais forte contra os preconceitos sociais, religiosos, políticos e econômicos. Enfim, um livro que tem um pedacinho de mim e, espero, de todas as mulheres do mundo. Uma obra escrita com muito carinho e dedicação.

Gostaria de deixar alguma mensagem para os nobres leitores?

Vou terminar essa entrevista como comecei. Inspirada pelas palavras de Jane Austen:
“Se um livro é bem escrito, eu sempre o acharei curto demais.”

Jane Austen

1 comentários:

  1. Olá Rainha!
    Adorei a entrevista e poder conhecer um pouco a autora.
    Acredito que a insegurança, como ela citou na primeira resposta, atrapalha a gente em vários aspectos da vida. Gostei da colocação dela.
    Beijos

    Li
    Literalizando Sonhos

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...