Série: As aventuras do Caça-Feitiço

||
Livros: (publicados até agora no Brasil)
As aventuras do Caça-Feitiço: O Aprendiz 
As aventuras do Caça-Feitiço: A Maldição 
As aventuras do Caça-Feitiço: O Segredo
As aventuras do Caça-Feitiço: A Batalha 
As aventuras do Caça-Feitiço: O Erro 
As aventuras do Caça-Feitiço: O Sacrifício 
As aventuras do Caça-Feitiço: O Pesadelo 
Autor: Joseph Delaney
Editora: Bertrand Brasil
Avaliação: 9

CUIDADO:
Não deve ser lido à noite!

O ponto mais alto do Condado é marcado por um mistério. Contam que ali morreu um homem durante uma grande tempestade, quando dominava um mal que ameaçava o mundo. Depois, o gelo cobriu a terra e, quando recuou, até a forma dos morros e os nomes das cidades nos vales tinham mudado. Agora, no ponto mais alto das serras, não resta vestígio do que ocorreu no passado, mas o nome sobreviveu. Continuam a chamá-lo de Wardstone. A pedra do guardião.




Se você já leu qualquer uma das sagas de Percy Jackson e achou ele azarado é porque ainda não conhece Tom Ward. Ele sem dúvidas é MAIS azarado!
Thomas Ward é o sétimo filho. Para um fazendeiro isso já gera um grande conflito: a fazenda é do filho mais velho, casado nesse caso, e os demais filhos são encaminhados aos irmãos e amigos que podem servir de mestres de algum ofício e assim dar-lhes uma profissão. Acontece que o pai de Tom não tinha mais escolhas, mas sua mãe havia há muito traçado o seu destino. Ser sétimo filho não era nada excepcional, mas o sétimo filho de um sétimo filho tem poder! E Tom era um sétimo filho de um sétimo. Qual ofício então se torna perfeito? O de caça-feitiço.
Os caça-feitiço lutam contra as forças e criatura das trevas, de feiticeiras a ogros e claro, o Maligno (cá entre nós o Demônio em pessoa).
Não é uma profissão fácil, os mestres e aprendizes são vistos com maus olhos e parecem carregar as trevas através de si. Ninguém os olha nos olhos, se preocupa em cumprimentá-los muito menos ser simpático. Querem apenas os seus serviços, pagar por eles e manter a maior distância possível.
É difícil não se afeiçoar ao Tom, ele pede por cuidados o tempo todo e apesar da aparente fragilidade é um rapaz forte, determinado e extremamente poderoso. Talvez mais do que imagine.
Convenhamos que John Gregory não é o melhor exemplo à primeira vez de pessoa simpática. Mas aos poucos você o conhece e começa a perceber que ele é mais como um pai amargurado que sempre vê os filhos correndo perigo e a beira da morte, e qualquer erro deles é um erro seu. Não dá para manter um sorriso no rosto e fingir que tudo ficará bem, quando sabemos que a verdadeira tempestade – carregada de morte e desespero – ainda está por vir.
O pai de Tom, deixa o filho ir com certa relutância, é o seu caçula e o ofício não lhe agrada, mas não há outra escolha. Por outro lado, sua mãe sempre o manteve perto, ensinou-lhe coisas que nenhum dos irmãos sequer teria capacidades para aprender. Mesmo sendo fechada e distante, ela o ama como ninguém. E também esconde segredos, poderosos e perigosos como geralmente as mães fazem...
E temos a bela e nada confiável Alice Deane, ela começa como quem não quer nada, com seu ar astuto e sapatos de bico fino. Quem ela é e o que realmente procura?
Os perigos que rodeiam a vida de Tom gradualmente aumentam, ele se vê em meio a uma guerra da qual parece ser parte imprescindível e dele dependerá a vitória ou derrota humana. Por mais aterrorizante que seja, por mais que você sinta medo e sue, continue. Valerá a pena.
Sei que também cairá na gargalhada várias vezes e possivelmente chorará com o Tom em alguns momentos. Mas nada o deixará preparado para o que está por vir. Então, apenas concentre-se e siga em frente. Tenho certeza que o Tom esperará por você.

Por enquanto, são sete livros lançados no Brasil. Li seis e estou desesperada pelo próximo. O livro “O sacrifício” é um dos mais angustiantes. A maior parte das piadas ficou pelo caminho e aqui reina a selvageria e desordem. Reafirmo que não estava preparada para os acontecimentos dele e preciso saber o que vem adiante. Não faço ideia de como as coisas acabaram ou quantas mortes ainda virão, mas cada uma é um golpe forte e baixo.
Espero que mais alguém tenha vontade de ter um gato alaranjado... Eu realmente desejo acordar com o ronronado dele, mesmo que não possa vê-lo.
Não deixe de ler também as contra-capas, Joseph Delaney se diverte enquanto mistura a sua infância e vida à do nosso querido aprendiz.

Recomendo para os apaixonados por fantasia, feitiçarias e que gostem de um pouco de terror.






4 comentários:

  1. Eu já tinha ouvido falar desses livros, porém nunca tive vontade de ler. Agora, depois da sua resenha, confesso que despertou minha curiosidade! =)

    beijos

    Aline
    literalizandosonhos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leia quando puder Aline!
      Fiquei apaixonada por eles. E depois de ler me conte o que achou!

      ♛ Queen Reader agradece a sua visita ao Castelo!

      Excluir
  2. Oi,

    não conhecia a série, mas agora fiquei louca por ela! Fantasia, feitiçaria e terror é tudo o que amo em um livro só! E as capas são uma gracinha!

    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ana Luiza, leia. Se você já gosta desse gênero não se decepcionará!
      Adorei as capas e a qualidade delas, dá a impressão de serem feitas de couro mesmo!

      ♛ Queen Reader agradece a sua visita ao Castelo!

      Excluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...